Perguntas Frequentes

  1. Até quando posso me inscrever?

    As inscrições devem ser realizadas no período entre 07 de abril de 2017 a 24 de novembro de 2017.

  2. Quais categorias farão parte da premiação?

    • Jornalismo Impresso – Matérias publicadas em jornais impressos e revistas sediados no Brasil;
    • Telejornalismo – Matérias exibidas em emissoras de televisão sediadas no Brasil;
    • Radiojornalismo – Matérias veiculadas em emissoras de rádio sediadas no Brasil;
    • Webjornalismo – Matérias veiculadas em web sites sediados no Brasil;
    • Fotojornalismo – Fotos veiculadas em jornal impresso, revistas ou sites no Brasil;
    • Destaque acadêmico – Trabalhos escritos por estudantes de jornalismo, veiculado em jornais, revistas, TV, rádio ou web site.
  3. Qual o período de validade das reportagens a serem inscritas?

    Podem concorrer ao prêmio somente matérias publicadas ou veiculadas no período entre 25 de março de 2017 até 24 de novembro de 2017.

  4. Quais são os requisitos de participação e habilitação

    Estão credenciados a participar do concurso, os profissionais de comunicação com registro profissional e acadêmicos de comunicação.

    Para inscrição de trabalhos na categoria destaque acadêmico, é necessário que o participante esteja regularmente matriculado em um curso na área de comunicação social devidamente regulamentado pelo Ministério da Educação.

    Estão impedidos de participar do concurso:

    1. Membros, dirigentes, assessores, consultores e servidores da administração superior, dos órgãos administrativos e auxiliares do Ministério Público do Estado do Acre, da Fundação Escola Superior do Ministério Público do Estado do Acre – Fempac, da Associação dos Membros do Ministério Público do Estado do Acre – Ampac e da Associação dos Servidores do Ministério Público do Acre – Assempac;
    2. Membros da coordenação do concurso, da comissão julgadora e eventuais colaboradores contratados para prestar serviços ao evento.

  5. Quantos trabalhos posso inscrever?

    Um mesmo autor poderá concorrer com até três trabalhos. Não será aceita a inscrição do mesmo trabalho em categorias diferentes.

  6. Quais são as pautas?

    As matérias podem abordar as políticas públicas que contemplam as áreas de atuação do MPAC: Meio Ambiente; Combate a Organizações Criminosas; Infância, Juventude e Educação; Patrimônio Público; Cidadão; Consumidor; Criminal; Controle Externo da Atividade Policial; Saúde; Pessoa com Deficiência; Idosos; Tráfico de Seres Humanos; Conflitos Agrários; Saúde; Habitação e Urbanismo; Direitos Humanos e Violência Doméstica.

  7. Como é feita inscrição?

    Estará à disposição dos interessados, por meio da internet, no site premiodejornalismo.mpac.mp.br, o regulamento do presente concurso, bem como o modelo padrão da ficha de inscrição, que deverá ser reproduzida, preenchida e enviada com a documentação e o trabalho concorrente. A ficha de inscrição somente será aceita se estiver devidamente preenchida e assinada.

  8. Como será feito o julgamento do prêmio?

    O julgamento será feito mediante atribuição de notas de 0 (zero) a 10 (dez), pela Comissão Julgadora, em observância aos critérios estabelecidos no tem 9.2 do regulamento e os vencedores serão determinados pela composição das notas.

    Bonificações

    • Os trabalhos inscritos até 30 de junho de 2017 receberão 15% de bonificação em sua nota final;
    • Os trabalhos inscritos até 31 de julho de 2017 receberão 10% de bonificação em sua nota final;
    • Os trabalhos inscritos até 31 de agosto de 2017 receberão 7% de bonificação em sua nota final;
    • Os trabalhos inscritos até 30 de setembro de 2017 receberão 5% de bonificação em sua nota final;
    • Os trabalhos inscritos até 31 de outubro de 2017 receberão 3% de bonificação em sua nota final;
    • Os trabalhos inscritos após 1º de novembro de 2017 não receberão bonificações.
  9. Quando ocorrerá a entrega do prêmio?

    A entrega dos prêmios ocorrerá em cerimônia no dia 9 de dezembro de 2017, em Rio Branco, podendo esta data sofrer alterações, em virtude de necessidade e conveniência do Ministério Público do Estado do Acre.